Bateria eterna e carro sem motorista são destaques da CES 2018

A 51a edição tem mais de cem empresas e startups participando

Os projetos apresentados na feira visam facilitar o dia-a-dia das pessoas com facilidades, potencialização de itens tecnológicos e até melhorias ao meio ambiente. Entre os protótipos apresentados, alguns são mais inusitados e tiveram maior repercussão nas mídias:



PROJETO LINDA

Um dos projetos mais comentados da feira é o da Razer, que programou a integração do celular com o computador. O Smartphone seria utilizado como trackpad e cérebro do equipamento, sendo acoplado em um “buraco” na base do computador. É considerado como “acima da média”, com tela touch de 13,3 polegadas, resolução Quad HD, taxa de atualização 120 Hz, armazenamento de 200GB e webcam 720p HD. Ainda não há previsão de chegada do projeto no mercado, uma vez que, durante a apresentação, alguns problemas foram notados, como o não reconhecimento do celular como trackpad.  

project linda 1

 

GAME BOY

Fabricado pela Hyperkin, o Ultra Game Boy agora é feito de alumínio, com bateria de seis horas de duração e ajuste na luz interna da tela. O aparelho não tem envolvimento da Nintendo, e a intenção da empresa é causar no jogador a mesma sensação e a mesma experiência fornecidas pelo modelo de 1989. A previsão é que comece a ser vendido até o 2° semestre de 2018, custando em torno de R$ 320,00 (US$ 100,00). Ele vem sem jogos na memória, mas é compatível com todos os cartuchos antigos da linha. Os produtores ainda não sabem quando será lançado no Brasil.

ultra game boy 3

 

PEN DRIVE COM 1TB

Sendo o menor pen drive do planeta com 1TB de memória, a aposta da Western Digital, proprietária da SanDisk, ainda está em fase de teste, mas promete inovar em todos os sentidos de armazenamento de conteúdo. Além disso, também foi apresentado o My Passport Wireless SSD, destinado à profissionais de audiovisual, com transferência sem fio, de 250GB a 2T de armazenamento, bateria de até dez horas (podendo ser usado como powerbank), custando em torno de R$ 2590,00 (U$ 800,00). Ainda não se sabe quando será o lançamento no mercado, nem a data de chegada do produto no Brasil.

pen drive 1tb 1

 

COTA

Com a promessa de ser uma “pilha” eterna, a COTA é um projeto da OSSIA, em formato AA de uma pilha comum, mas recarregada por uma antena transmissora, prolongando a vida útil e diminuindo o consumo de baterias, ajudando o meio ambiente. Como a potência enviada ainda é baixa (3W), só será utilizada para sensores e aparelhos que não utilizam tanta energia, como controles remotos. A empresa também desenvolveu um aplicativo, que permite ver o estado da bateria (quando precisa ser carregada) e a performance do conjunto. O preço ainda não foi estabelecido, nem a data de lançamento do produto.

cota 1

 

KODAKCOINS

Depois de entrar em crise financeira no ano de 2012, e baixar a conta bancária de US$ 19 bilhões, em 1990, para US$ 2 bilhões, em 2017, a empresa de fotografia Kodak ressurgiu e “acordou” para o novo mercado, desenvolvendo uma moeda digital (parecida com a já conhecida BitCoin) voltada para a fotografia. A intenção é facilitar o recebimento e a venda do trabalho dos fotógrafos, através do aplicativo que vai funcionar como “dinheiro virtual”. Ainda não foi estabelecida a data para o lançamento.

kodak

 

CARTÃO TOUCH VISA

A Sumimoto Mtsui Card Company (dona do cartão VISA no Japão), em parceria com a Dynamics INC, de tecnologia, desenvolveu o primeiro cartão touch do planeta. Sendo chamado de “o cartão mais seguro do mundo”, tem um display de LCD que bloqueia os dados quando o cartão não estiver em uso. Além disso, é preciso inserir uma senha antes de utilizar o cartão e, só assim, aparecerá o número no display, junto com as funções da faixa magnética e do chip. A pergunta que não quer calar: e se o cartão ficar sem bateria? Eles pensaram nisso, e desenvolveram um chip que carrega organicamente o aparelho, o tempo todo, portanto, não é preciso se preocupar. Ainda não tem data de lançamento, mas a promessa é que fique pronto esse ano.

cartão visa

 

Heloise Meirelles é
Social Media na W3.0